segunda-feira, outubro 09, 2006

Ser.

Ser, outra vez, pelo outro: ser.
(Re)ver aqui por dentro noutras mãos.
Desvendar uma ocultação na boca em frente.
Abraçar quem nos (re)integra numa paz magoada.
Sorrir. Acordar. Sorrir.
Não tremer.
Não temer.

1 comentário:

Jonh Neo disse...

Hi Isabel, I want to introduce you to http://freearticle.name