domingo, agosto 24, 2008

Stefan Zweig explica que Goethe tinha medo da música. Fico por aqui.
Embriagada pela música não posso ter medo, apesar de comprender muito bem aquele medo a que se refere o escritor. É que eu já estou, já sou tomada pela incapacidade de prender a razão a certos cuidados preventivos, para que a prosa, a poesia me não mate um dia.
(pausa)
Que linha tão ténue viu hoje no mistério da estrada de Sintra. Parou em todas as fontes. Morreu em todas elas e disse-se: está para muio breve o fechar de olhos sem pesadelos.
Que linha tão ténue.
Que luta tão dura.
Que grito tão opaco.
E disse-se: está para muito breve o meu fechar de olhos.
MÚSICA MUITO ALTA PARA NÃO CAIR SENÃO NELA.

2 comentários:

Azul Neblina disse...

"De la musique avant toute chose"

rouxinol de Bernardim disse...

A música é o melhor alimento da alma. alguém pode ter medo dela?!

Só se for lá nos Talibans que a proibem!...